Celebridades Irlandesas - Literatura

James Joyce

O irlandês James Joyce, nascido em 1882, é um dos autores mais influentes do século 20. Foi escritor, e poeta, e uma das figuras centrais na criação do que conhecemos hoje como "romance moderno". Escreveu o romance "Ulisses", a coletânea de contos "Dublinenses", além de "Retrato do Artista Quando Jovem" e "Finnegans Wake (Vol. 1)".
- Colm Tóibín Nascido em 1955 em Enniscorthy, na Irlanda, Colm Tóibín é crítico literário, jornalista e escritor. Entre suas principais obras estão "História da Noite", "A Luz do Farol" e "Mães e Filhos". Foi nomeado ao Booker Prize por "O Mestre", um retrato ficcional da vida do escritor Henry James.

 

 

 

Edna O'Brien

Edna O'Brien nasceu em 1932, no Condado de Clare, Irlanda. Em 1959, mudou-se para Londres. Começou a carreira como poeta, passando logo à ficção. Frequentemente criticada em seu próprio país --cinco de seus romances foram banidos da Irlanda por retratar a sexualidade da mulher--, a autora conquistou o público internacional: o "San Francisco Chronicle" a descreveu como uma "valiosa herança dos grandes antepassados da literatura irlandesa". Recebeu vários prêmios literários, entre eles, o Prêmio de Ficção do Writer's Guild por "Time and Tide". Escreveu, ainda, para a televisão, cinema e teatro. Entre suas obras no Brasil estão o romance de suspense "Dezembros Selvagens", "A Luz da Noite" e "James Joyce", um estudo do autor irlandês.

 

 

 

Samuel Beckett

Samuel Beckett Nasceu perto de Dublin, na Irlanda, em 1906 e foi criado por uma família protestante da classe média. Aos 23 anos foi premiado por um poema intitulado "Whoroscope" de 1930, no qual, por meio do filósofo Descartes, contempla a transitoriedade da vida, tema tão recorrente em sua obra. Porém, foi após o estudo sobre Proust que cristalizou seu conceito de tempo, dando forma à sua contemplação da condição humana. Prêmio Nobel de Literatura em 1969, Beckett é um dos fundadores do teatro do absurdo. Morreu em Paris em 1989, aos 83 anos de idade. É autor dos romances "O Inominável", "Molloy" --considerado por muitos sua obra-prima-- e "Primeiro Amor" --seu primeiro texto em francês. No teatro, expressou seu pessimismo desesperado em peças como "Fim de Partida" e "Esperando Godot", talvez sua obra mais famosa.

 

 

 

Bernard Shaw

Bernard Shaw Um dos maiores dramaturgos da Irlanda, nasceu em 1856 e morreu em 1950. Iniciou sua carreira com crítica literária e musical, mas logo se voltou ao teatro e escreveu mais de 60 peças, a maioria inédita no Brasil. Suas peças lidam de forma bem-humorada com problemas sociais, educação, religião, casamento, governo e a futilidade das classes privilegiadas. Bernard Shaw foi a primeira pessoa a receber o Prêmio Nobel de Literatura, em 1925, e um Oscar, em 1938. Entre suas peças lançadas no Brasil está "A Profissão da Senhora Warren", que conta a história de uma mulher rica que dá à sua única filha uma educação elitista, mas a origem obscura da riqueza e ascensão social da família volta para assombrar o clã.
- Seamus Deane Nasceu em 1940, em Derry, no norte da Irlanda. Seu romance de estreia "Lendo no Escuro", publicado em 1966, foi nomeado para o Booker Prize, venceu o Prêmio de Ficção Internacional do "Irish Times" e o Irish Literature Prize, em 1997. Também atuou como poeta e crítico literário.

 

 

Colum McCann

Colum McCann Autor premiado de obras como "O Bailarino" e "O Outro Lado da Luz", o irlandês Colum McCann teve livros traduzidos para 30 idiomas e foi nomeado, em 2003, "Escritor do Ano" pela revista "Esquire". Nascido em 1965, também recebeu prêmios como o Pushcart Prize, o Rooney Prize, o Prêmio Hennessy por Literatura Irlandesa, o Irish Independent Hughes e o Prêmio Hughes/Sunday por romance independente de 2003. Também atuou como roteirista e seu curta "Everything in this Country Must" foi nomeado ao Oscar em 2005. Atualmente, o escritor também dá aulas de "creative writing" ("escrita criativa" para futuros escritores de ficção) no Hunter College, em Nova York.

 

 

 

Oscar Wilde

O irlandês Oscar Wilde nasceu em 1854 e morreu no ano de 1900. Foi escritor, poeta e crítico literário. Seus pais eram intelectuais dublinenses e logo cedo o autor mostrou grande inteligência, se tornando fluente em francês e alemão. Aprofundou-se também na leitura de obras clássicas. É lembrado até hoje por seu humor espirituoso e ácido, seu estilo exagerado de se vestir e a controvérsia sobre sua homossexualidade --que chocou a sociedade inglesa e chegou a levar Wilde ao banco dos réus. Entre sua obras mais marcantes estão "O Retrato de Dorian Gray" e a peça "A Importância de Ser Prudente". Foi também um exímio contista e suas histórias curtas foram publicadas no Brasil em obras como "Oscar Wilde", e "Oscar Wilde: Obra Completa".
- Bram Stoker Nasceu em 1847 em Dublin, Irlanda. Fascinado desde cedo pelas lendas de vampiro, escreveu nas horas vagas suas próprias histórias de terror. Stoker também tinha paixão pelo teatro. Tornou-se amigo íntimo do ator Henry Irving e trabalhou para ele como contrarregra em Londres. Escreveu contos e romances, mas se tornou famoso por seu romance de terror baseado no folclore do Leste Europeu que criaria um dos monstros mais famosos do mundo: "Drácula". Morreu em 1912, em Londres.

 

 

Bram Stoker

Abraham “Bram” Stoker foi um escritor irlandês bastante conhecido por ter sido o autor de Drácula, a principal obra no desenvolvimento do mito literário moderno do vampiro. Sempre estudando em Dublin, escreveu seu primeiro ensaio aos 16 anos e, em 1875 recebeu seu mestrado. Conseguiu se tornar crítico de teatro, sem remuneração, no jornal Dublin Eventing Mail.

                                                                                    

Veja Também:

Curta o Brasileire.com !